Caso de éxito

IA na Educação

Resumen

inteligência artifical

Os diversos segmentos do mercado estão aos poucos aprendendo as possibilidades do uso da IA na otimização da sua operação, e diferenciação dos seus produtos e serviços.

A área de educação não é exceção, e tem grande potencial de aplicação da inteligência artificial. Já há algum tempo o ensino vem usando recursos digitais, tais como sites, simuladores, testes e simulados online, acervo digitalizado, e outros.  Esses recursos digitalizados são fonte de dados para várias soluções com IA.

O uso da IA endereça grandes desafios da educação com a necessidade de personalização da aprendizagem de acordo com o perfil do aluno, a disponibilidade de apoio e recursos de aprendizagem nas 24h do dia, produção de novos conteúdos adequados ao aprendizado, e a possibilidade de atender em escala ambientes com grande número de alunos.

Vamos ver aqui algumas possibilidades, e que podem inspirar soluções em outros contextos e mercados.

Avaliar e Agir

Modelos de IA podem avaliar as interações dos alunos com os recursos digitalizados, e explorar padrões de aprendizado. Com o suporte da IA é possível avaliar com base nos dados de materiais mais acessados, tempo gasto no uso dos recursos, cliques, respostas certas e erradas, recursos mais acessados e outras interações, associar os padrões descobertos aos resultados dos alunos, e gerar insights para ajuste nos materiais e trilhas de aprendizado.

Entender os alunos também é uma possibilidade da IA, uma vez que modelos de análise de sentimentos podem entender o feedback por meio das interações com assistentes virtuais.

Personalizar

A personalização do aprendizado pode ser feita com a avaliação da jornada individual do aluno e seus resultados. Considerando os pontos fortes e fracos, velocidade de aprendizado, e preferências do aluno, os modelos podem criar recomendações de exercícios de reforço nos temas de maior dificuldade do aluno, indicar conteúdo relevante e orientar sobre a trilha de aprendizado mais indicada.

Ao adequar o nível de dificuldade ao perfil do aluno, modelos de IA contribuem para o engajamento e eficácia do aprendizado.

Inovar

Ambientes imersivos e simulações permitem uma aprendizagem mais próxima da realidade. A combinação de modelos de simulação e IA generativa podem ser usados para uma experiência que aumente a eficácia do aprendizado, criando possibilidades de interação com o tema que não são possíveis sem as capacidades de simulação e interação. 

Criar

Com base em acervo e modelos generativos a IA pode criar testes, resumos, áudios e vídeos que podem ser usados como material de aprendizagem.

O processo de criação apoiado por IA tem o potencial de escalar e aumentar a eficácia do trabalho dos especialistas, trazendo além da criação de conteúdo, insights sobre sequência de aprendizado, nível de dificuldade e seleção de conteúdo com base nos dados dos alunos.

Incluir

Modelos de inteligência artificial, via capacidades como vocalizar textos escritos (texto-para-fala), inclusão automática de legenda em vídeos, reconhecer linguagem de sinais LIBRAS viabilizam a inclusão de alunos com deficiência visual, auditiva ou de fala.

Ser um Tutor

Assistentes virtuais podem ser utilizados como tutores de aprendizado, respondendo perguntas, mostrando exemplos, facilitando o acesso a conteúdo e indicando direções para o aprendizado.

Um tutor virtual inclusive contribui para deixar os alunos mais à vontade. Com um tutor individualizado, e compromisso da solução com a privacidade, os alunos podem exercitar perguntas que não fariam diante dos colegas devido à timidez ou outros fatores.

Ter um tutor disponível 24 horas, e que traz respostas rápidas também é um poderoso aliado do aprendizado.

Já pensou como se aplica ao seu contexto?

Esses são alguns exemplos da IA na educação. Estas soluções também podem ser aplicadas a outros áreas. Se seu negócio não é educação, vale refletir como estas possibilidades podem ajudar também no seu contexto. 

Seguiremos tratando de casos de uso IA nos diversos setores. Até a próxima!

Rodrigo Carvalho é Gerente de Programação Sênior na V8.TECH.
Mais de 20 anos de experiência profissional em Gestão, TI e Telecomunicações. Graduado em Engenharia de Computação pela UNICAMP, com pós-graduação em administração pela FIA.